sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

Apresentação do grupo de teatro com a peça Encantalha

Na mostra cultura do Mélega 2010, o grupo de teatro da escola fez a reapresentação da peça Encantalha , que conta a historia de um mundo de imaginações.
Veja abaixo o vídeo da apresentação


Texto feito por: Joyce

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Um dia como Aluno Monitor

Nossa Equipe Completou a 4ª etapa do Minha Escola é Noticia ,onde tinhamos de contar como é o dia do monitor, e tinhamos que fazer esse video em apenas 3 minutos. A equipe se reuniu para decidir como seria o video e  elaborar o roteiro. Decidido tudo saimos com a câmera na mão filmando todas as ações.
Depois de filmado, começamos  a edição do video, depois fomos em busca da musica e gravamos as falas.
Espero que gostem  do resultado.



Jaqueline e Jenyffer

sexta-feira, 8 de outubro de 2010

Projeto minha escola é noticia

A equipe agindo para mudar, participa do projeto minha escola é noticia , já concluímos as três primeiras etapas.

A primeira etapa era pra fazer um vídeo das apresentações dos monitores :



Na segunda etapa tínhamos que fazer levantamento de dados para saber qual era o melhor lugar para se conviver e aprender na escola,  fizemos uma enquete e várias entrevistas veja o resultado no vídeo:



Na terceira etapa tínhamos que mostrar o lugar mais votado que foi a sala de aula , mostramos algumas atividades que são realizadas na sala

Etapa 3 :



Estamos preparando a quarta etapa , que é fazer um vídeo sobre o dia do alunos monitor

Aguardem o nosso vídeo !

 
Edição:Joyce

Lendo para quem não sabe lê

As meninas do jornal mural criaram um projeto para ler o jornal para quem não sabe ler, primeiras e segundas series.

O jornal é atualizado a cada 15 dias e já realizamos 02 apresentações para cada turma.

Após as apresentações percebemos que os alunos agora param para ver o que o jornal traz.

Edição:Joyce



quarta-feira, 15 de setembro de 2010

Curso ''mestre de Cerimônias juvenil' o encerramento




No último encontro do curso de formação de ‘’Mestre de Cerimônias juvenil’’ os alunos monitores Bruna, Matheus e Samara junto com a Profª Cássia foram ao auditório do Ibirapuera para encerrar o curso. A MC (Mestre de Cerimônias) começou a dar uma revisão sobre o que aconteceu no último encontro falando que um MC é quem conduz o ato, é a vitrine da solenidade, ele dá o tom característico do evento.
Um MC pode ser:

• MC de sonelidades oficial e deve usar uma linguagem formal.
• De eventos sociais, ou seja, um apresentador, e
• Pode ser menos formal.

Características de um MC:
• Boa dicção
• Saber o que faz
• Sair de improvisos
• Ter clareza e objetividade

Orientaçães:
Ler várias vezes o texto que irá falar, para ter uma projeção da voz e entonação adequadas
Informar-se quando a pronúncia de nomes dos palestrantes, convidados, principalmente de nomes estrangeiros;
Familizar-se com o que irá acontecer no evento;
respeitar a pontuação e respiração;
Utilizar o tom correto em cada frase ou situação, ambiente e mensagem;
cuidar dos órgãos ligados à voz (pregas vocais, pulmões, faringe, laringe, língua e boca.).
O bom MC deve equilibrar o conteúdo (texto, protocolo, precedência).

Dicas de Saudação:
• Resumo do evento
• Convidar os componentes da mesa ou apresentação
• Fazer um breve resumo da pessoa ou grupo que irá se apresentar, juntamente com um breve currículo
da pessoa ou grupo.
• Agradecimentos gerais
• Finalizar o evento
• Encerramos o evento ou damos por encerrado ou finalizamos esse evento.
O Púpito é o lugar onde fica o mestre de cerimônia

Nós aprendemos muito com esse curso a falar melhor com as pessoas e respirar de forma correta.


Texto escrito por: Samara (aluna monitora)










terça-feira, 31 de agosto de 2010

Mélega na Bienal

No dia 18/08/2010 às 12h30min os alunos da escola EMEF Prof. Henrique Mélega junto com os monitores, foram a um evento que acontece de dois em dois anos chamada Bienal do livro.
Chegando lá nós fomos recepcionados com um monitor do evento.
Ao entrar fomos divididos em dois grupos (monitores e alunos), nós recebemos um vale livro no valor de 5,00 reais e também um vale desconto. Depois disso entrevistamos Coordenador do Nas Ondas do Rádio. Fomos ao espaço Volkswagen que estava acontecendo uma palestra sobre a literatura de cordel, em que os alunos da 8ª série estavam assistindo, enquanto os alunos monitores estavam vendo as prateleiras de livros. Fomos a algumas lojas que nos receberam com cruzadas, caça-palavras e livros para pintar. Depois fomos embora e no ônibus recebemos um lanche distribuído pela bienal do livro.

Ouça abaixo a entrevista realizada com prof. Carlos do projeto EDUCOM.






Texto escrito por: Jaqueline Alves e Samara Santos

CURSO MESTRE DE CERIMÔNIAS



Chegamos lá às 09h50min, lá nós alunos monitores (Samara, Matheus, e Bruna) fomos recebidos com um café da manhã de 20 min. Após isso fomos ao auditório assistir

a 1ª parte da palestra com os palestrantes chamados Cizo e Alex. Cizo é o produtor de luz aquele que cuida de tudo na iluminação no palco. Alex é o diretor de palco aquele que é responsável por tudo que tem no palco, as cortinas a produção da peça.

Durante a 1ª palestra, a mestre de cerimônias Joseane Alves chamou a Sueli que carregava um fantoche de nome Well e Maria também com um fantoche, a Pérola, que foram andando no auditório, falando com as pessoas que tinham perguntas para Alex e Cizo.

Após a 1ª parte fomos ao intervalo de 15min. Depois ao entrar, ganhamos uma apostila com uma caderneta para anotar as coisas mais importantes. Na 2ª parte da palestra Well traz uma mulher chamada Cremilda que diz ser um mestre de cerimônias, só que ela não tinha postura de um mestre, então ela foi embora e Fernanda Caliu chegou que é um mestre de cerimônias de verdade que trabalha no planetário do Ibirapuera, é secretária do meio ambiente e apresentou a 2ª parte da palestra. Comentou como os alunos podem se transformar em um (a) mestre de cerimônias juvenil.

Explicou que um cerimonial é um conjunto de formalidades entre autoridades nacionais e estrangeiras, a serem seguidas durante um ato solene ou festa pública.

Comentou que um bom mestre de cerimônias tem que ter bom senso, boa organização, boa vontade, ser responsável pela condução, ser discreto, ter uma pronuncia correta, boa dicção, e ter uma postura correta de um mestre.

No roteiro de um mestre tem que ter as visitas de autoridades, anunciar o painel, tema e etc.

Explicou que cerimonial é igual a etiqueta porque um cerimonial tem que ter etiqueta para falar melhor, se vestir melhor e ter uma boa postura.

Dicas para falar melhor:

• Seja você mesmo

• Pronuncie bem as palavras sem exagero

• Falar com uma boa intensidade

• Ter postura sempre de pé e estar atento a tudo a volta.

Comentou que sempre tem de estar com o rosto à mostra, se vestir com roupa social e de preferência com cor escura para não chamar atenção do público, estar sempre formal e ter uma respiração correta.

Nem sempre um mestre de cerimônias tem um ajudante no palco.

Eu achei esse evento muito interessante porque um vou começar a aprender a falar em público sem ter vergonha e deixar de ser tímida.





Texto escrito por: Samara no dia 25/08/2010

quinta-feira, 26 de agosto de 2010

Monitoras do Mélega no II Encontro Brasileiro de Educomunicação na USP


Nós alunas monitoras e jovens educomunicadoras do Mélega participamos do II Encontro Brasileiro de Educomunicação que aconteceu nos dias 23 e 24 de agosto.


Utilizamos três meios de transporte: ônibus, metrô e táxi e foram três horas até a Cidade Universitária.

No primeiro dia foi discutido muito a Educomunicação no espaço das políticas públicas e teve a entrega do prêmio Mariazinha Fusari. Nós adoramos ter participado.

Entrevistamos duas educomunicadoras da Espanha Patricia Nunes e Maria Lucia , o professor Dr. Ismar de Oliveira Soares, o Alexandre Sayad do MEC, duas ganhadoras do prêmio Mariazinha Fusari as professoras Liana Gottlieb e Maria Aparecida Baccega, e a professora Ana Julia Campos.
Ficamos muito nervosas para entrevistar e com muito medo de errar.

As pessoas que trabalham na USP são muito simpáticas e nos receberam muito bem.

Fomos entrevistadas pela repórter Ayane da Folha da região Araçatuba.

Encontramos outra equipe de jovens educomunicadores da FHUNDAS que também estavam fazendo a cobertura do evento.

E se quiser saber mais sobre o nosso trabalho entre no site do encontro:


Jaqueline Alves de Melo

Joyce Cirilo Lima

Barbara Sales Neves

quarta-feira, 25 de agosto de 2010

Exposição Corpus (OCA/Ibirapuera)

Nós alunos monitores da escola Prof. Henrique Mélega fomos a uma exposição na Oca no Parque do Ibirapuera chamada Corpus que foi organizada pela professora Kátia de Ciências.
     Chegando lá nó fomos divididos em dois grupos, um foi com o Prof. Renan de História e o outro grupo com a profa. Kátia.
Nós vimos como os músculos se mechem quando nós fazemos algum movimento, observamos várias comparações como: o pulmão de um fumante e outro um de não fumante, um osso de uma baleia com um de ser humano adulto e de um feto. Vimos também um corpo de um homem com o movimento de chutar uma bola, em movimento de jogar uma bola com a raquete, basquete, tiro ao alvo.

Vimos também fetos de várias semanas e o tamanho dos órgãos deles.














Vimos também o cérebro aberto, em partes, o pedaço do braço, pedaço da perna, todas as partes do corpo em pedaços. Também os órgãos genitais masculinos e femininos as glândulas mamarias da mulher qual é o tamanho dos tumores, doenças que dão nos órgãos.

Texto Escrito por:  Samara  Santos
Revisado por :Jaqueline Alves

sexta-feira, 6 de agosto de 2010



Itaú cultural
Emoção Art.ficial 5.0


No dia 30/07/10 os alunos do 8º ano e nós alunos monitores, fomos a uma exposição de arte cibernética. Quando chegamos lá fomos divididos em dois grupos,

cada grupo com um educador e cada um para um lado da exposição, veja algumas obras de artes que nós observamos:
A exposição é sobre autonomia cibernética, as obras percebem a nossa presença a partir de sensores e reagem de diferentes modos como, por exemplo: movimentos e sombras.

A obra Bion criada por Adam Brown e Andew H. Fagg (Estados Unidos, 2006) são fios pendurados com sensores em forma de controle de video game transparentes com duas luzes azuis que reagem com a presença de pessoas, primeiro elas piscam depois
permanecem acesas ou totalmente apagadas de acordo com a locomoção dos visitantes também emitem sons.


Prosthetic Head criado por Stelarc (Austrália, 2003) ao entrar numa sala escura nós vimos à imagem projetada apenas o rosto de um homem (o artista que criou a obra), havia um teclado onde nós digitávamos perguntas em inglês e ele respondia também em inglês. Ensinamos a eles algumas palavras em português, ele falou mas de forma estranha.
O Metacampo criado por SCIARTS (Brasil, 2010) é um tipo de jardim artificial em que uma biruta,
que está do lado de fora do prédio capta o movimento do vento do próprio lugar onde um aparelho com um ventilador dentro faz os movimentos do vento de acordo com o que está fazendo do lado de fora. O lugar onde a obra está às paredes são todas de espelhos e quando nós olhamos temos impressão que o campo é infinito.

Hysterical Machines criado por Bill Vorn (Canadá, 2006) é um tipo de robô, que quando percebem que alguém está se mexendo, começam a se mover com movimentos brutos e luzes com efeitos que piscam e chamam a nossa atenção. Dá até medo de passar perto deles.


Silent Barrage criado por Symbiotica (Austrália – Estados Unidos, 2008-2009) - É um tipo de robô que se mexem ao longo de várias colunas. No topo de cada coluna existe uma câmera que manda imagens para os EUA para os cientistas. Quando passamos entre as colunas estimulamos neurônios que fazem com que eles comecem a se locomover com discos giratórios que sobem e descem.

Projeto Amoreiras criada por Grupo Poéticas Digitais (Brasil, 2010) É um projeto que fica do lado de fora do prédio do Itaú Cultural com cinco pés de amoreiras. Dentro dos vasos existe um aparelho que move o galho quando a poluição sonora e ambiental está muito alta. Sem vento nenhum os galhos começam a se locomover fazendo as pessoas perceberem o movimento.







Ballet digitallique criada por Lali Krotoszynski é um aparelho pega sua sombra de uma pessoa e depois de alguns dias essa sombras vão para um projetor que fazem elas virarem verdadeiras bailarinas.









Autoportrait criado por Robotlab (Alemanha, 2002) é um robô que escaneia o rosto de uma pessoa e desenha sua imagem em um quadro. Quando acaba de desenhar ele pega o quadro e mostra para o público. Tudo isso de forma autônoma, sem que ninguém esteja manipulando. Depois ele apaga a imagem.





Caracolomobile criada por Tânia fraga (Brasil, 2010) é uma obra que estava pendurada no teto, que captava o pensamento de uma pessoa que refletia seus pensamentos em um espelho. Isso tudo funcionava por um equipamento que estava em sua na cabeça.


Participar dessa exposição como imprensa jovem, é muito diferente de que participar como um aluno nós temos muito mais responsabilidade, olhamos as coisas de outra forma. Tem que ter muito mais atenção com o que o educador está explicando para depois produzir um texto com todo o grupo.
















Para ter mais informações entre no link: www.emocaoartficial.org.br/pt/artistas-e-obras/emocao-5-0/

Texto escrito por Samara, Bruna e Matheus (alunos monitores/imprensa jovem).
Fotos:  Samara, Leonardo, Mateus, Gabriel e Stefany

quinta-feira, 29 de julho de 2010

Desafio jornal mural

Lançamos o desafio para que ,os alunos,criassem uma paródia sobre a copa.Eles poderiam pesquisar na sala de informática para fazer a paródia.

O 3ºD PIC foi à única série a cumprir o nosso desafio e ficou muito bacana a paródia deles foi bem criativa veja:
PARÓDIA DA MÚSICA: SORTE GRANDE (IVETE SANGALO)

AUTORES: 3º D (PIC)

A nossa sorte grande,
Foi nascer nesse país,
Da bola, paixão verdadeira.
Viver a emoção,
Colorir a rua e o coração,
Conquistar o hexa sem canseira...

É linda essa torcida,
A garra desse povo,
Orgulho da nação
Do meu verde, amarelo,
Branco e azul estrelado,
Gritando: É campeão!

Brasil, é teu espaço,
Driblando no pedaço,
Com um sonho que não é brincadeira.

Nos seus pés mais um golaço,
De cabeça, no compasso,
Gol de placa, levantou poeira.
Brasil
Brasil
Brasil
Essa Copa é do Brasil!
Brasil
Brasil
Brasil
Essa Copa é do Brasil!


MÚSICA: BRASIL

AUTOR: WESLEY (3º D - PIC)

Vamos chamar o Brasil pra jogar
Na copa ele vai arrebentar
O Dunga vai convidar
O Robinho e o Neymar
E eles vão driblar

E o Brasil?
Brasil vai comemorar!
É gol!

Com a dancinha do Robinho e do kaká
Um vai chutar a bola
Pra o outro só cabeçear
Bola na rede vai entrar

E o Brasil?
Brasil vai comemorar!
É gol!

sexta-feira, 2 de julho de 2010

ETAPA 2 - PROJETO MINHA ESCOLA É NOTÍCIA

PESQUISA FEITA COM ALUNOS DO MÉLEGA REVELA OS LOCAIS ONDE O ALUNO APRENDE MAIS.

EQUIPE AGINDO PARA MUDAR,MÉLEGA EM AÇÃO, junho de 2010.

Cumprindo o desafio do Minha Escola é Notícia os alunos Monitores do Mélega fizeram uma enquete com todos os alunos da escola para saber qual local onde aprendem mais.

E a equipe foi divida em três, e cada grupo cobriu um turno da escola.

o lugar mais votado foi na sala de aula, seguido da sala de informática, sala de leitura, quadra, e por fim o pátio.
 Assista ao vídeo com entrevista e conclusão:






Texto: Samara

quinta-feira, 24 de junho de 2010

Equipe Agindo para Mudar também está torcendo muito para o Brasil ganhar a Copa, mas não nos esquecemos de torcer com consciência. Nossa bandeira foi feita com partes de garrafa PET.

Usamos o fundo das garrafas verdes e pintamos o fundo das garrafas pets brancas de amarelo e azul.

Ao centro a frase "Rumo ao Hexa! Reciclando, todos ganhamos".

Equipe Agindo para Mudar - Monitores do Mélega



quinta-feira, 17 de junho de 2010

FESTA JUNINA DO MÉLEGA

Equipe agindo para mudar 16 de junho de 2010.



Nós da escola EMEF Profº Henrique Mélega realizamos a nossa festa junina no dia 12 de junho de 2010.

Tivemos como atração: Pescaria, Cama elástica, Correio elegante, jogo das argolas, os causos e danças. Tivemos também cachorro quente, pipoca, pizza, refrigerante e frutas ao chocolate.

Nós alunos monitores, ajudamos na barraca da Pescaria, no correio elegante , contando causos e fazendo o programa de radio que tocou durante a festa.

Tivemos também as danças individuais de primeira a quinta séries e os alunos de sexto, sétimos e oitavos anos se reuniram e fizeram a quadrilha. Tudo foi filmado e registrado pelos alunos monitores.

Texto escrito por: Samara dos Santos Balbino e Barbara Sales Neves alunas monitoras da EMEF Profº Henrique Mélega

quarta-feira, 16 de junho de 2010

Radio Megafone

Produzimos um programa de radio para nossa festa junina 2010 para ouvir basta clicar no link abaixo:


Leonardo

quinta-feira, 10 de junho de 2010

Trabalho dos alunos do 1º ano B

Os alunos da 1º ano B, fizeram um trabalho relacionado a instrumento musicais que começou assim.


Um aluno trouxe um desenho de uma guitarra feita por ele e toda a classe gostou então a professora Bianca teve a idéia de fazer com que eles fizessem seu próprio instrumento musical e todos adoraram a idéia. Tiveram também a colaboração dos pais e ficou bem legal e criativo. Depois elaboraram um vídeo tocando os instrumentos feitos por eles.

A professora Bianca fala um pouquinho sobre o projeto:

“Nosso projeto começou com as cantigas infantis que eles sabem de cor durante as aulas estas músicas são cantadas e algumas vezes ouvidas em CD.

Com tudo isso surgiu a idéia de criarmos instrumentos musicais para o acompanhamento das mesmas.”

Nome dos alunos e instrumentos que eles fizeram:

Eduardo : Bateria

Thais : Tambor

Bianca: Chocalho

Vitor : Chocalho

Gabriele : Caixa

Wenderson : Tambor grande









 
 
 
 
 
 
 














Texto redigido por: Giovanna Durso Aloia Santana e Jaqueline Alves de Melo
Fotografias tiradas por: Giovanna Durso Aloia Santana

quinta-feira, 20 de maio de 2010

Como fazer o seu proprio porta lápis!!!















 Materiais necessários :
Abraçadeiras de nylon(garra de gato).
5 disquetes velhos

















1 passo: Fure os disquetes com uma tesoura,use também os furos que o disquete já possui para encaixar uma peça a outra.

2 passo:Pegue um dos disquetes para ser a
base,Serão necessárias 12 braçadeiras de nylon para fazer seu porta lápis, pegue um outro disquete
e encaixe com uma braçadeira.



3 passo: Prenda os disquetes firmemente até parecer uma caixinha
quando sua caixinha estiver pronta você pode enfeitala como quizer pode colocar desenhos,pintalas ai fica por conta da criatividade de cada pessoa.















Texto escrito por:Jaqueline Alves de Melo e Giovanna Durso Aloia

Panilha de dados

Nós da equipe Agindo para Mudar nos dividimos para fazer um levantamento de dados com os alunos de 1º a 8º ,este levantamento de dados foi um desafio dado pelo Minha escola é notícia e ocorreu desta maneira:

Perguntamos aos alunos qual era o melhor lugar da escola de aprendizagem.
E sugerimos estes lugares:
                                                            
  • Sala de aula             

  • Sala de informática
  • Sala de leitura
  • Pátio
  • Quadra.
E depois que as informações foram coletadas nos reunimos e montamos um gráfico e uma tabela mostrando a opinião dos alunos.de acordo com o levantamento vimos que a sala de aula é o melhor de aprendizagem.Observe o gráfico e a tabela abaixo:
Texto escrito por:Jaqueline Alves de Melo e Giovanna Durso Aloia.

Jonal mural

Os alunos monitores da Equipe de Jornal publicaram a primeira edição do jornal mural. O conteúdo do Jornal será atualizado de 15 em 15 dias sempre com diferentes seções:

  • Perfil
  • Registro
  • Desafio
  • Dicas de reciclagem
  • Aniversários
  • Musica no mundo
  • Piada da vez
O nome do nosso jornal é mélega em ação.

Texto escrito por:Jaqueline Alves de Melo e Giovanna Durso Aloia

quinta-feira, 29 de abril de 2010

Reciclando com PET.

Nós do agindo para mudar resolvemos fazer uma campanha de reciclagem de garrafa pet assim como já fizemos a de papel pesquisamos na internet e descobrimos que existem diversos projetos de recolhimento de PET para reciclagem são utilizados tanto na geração de outros produtos como brinquedos, moveis arte a bancos. São triturados e moídos para darem origem a outras garrafas e outros objetos. O mais interessante dos produtos feitos com a garrafa pet é a camiseta. Isso mesmo da pra fazer uma camiseta de garrafa pet transformado em flocos e depois extraídas as fibras (poliéster). Misturadas normalmente com igual parte de fibras de algodão, viram camisetas normais. Você pode estar usando uma agora sem saber. Olhe a etiqueta de sua camiseta É ela lhe dirá do que é feita.

                         Quer saber mais sobre o asunto existe o site abaixo é descubra mais:

http://www.rts.org.br/noticias/destaque-2/reciclagem-de-garrafas-pet-pode-movimentar-r-200-milhoes-por-ano


Texto escritor por: Jaqueline Alves de Melo
imagem da camiseta tira do site:
biinternational.com.br